O que é geoprocessamento ?

O que é geoprocessamento ?
Assessoria de Comunicação RBA

Entende-se por Geoprocessamento um conjunto de tecnologias voltadas à geração de informações, tratamento e análise de dados espaciais, aplicadas à organização, planejamento e gestão do espaço geográfico.

Este conjunto de tecnologias está diretamente associado à qualidade, melhoria e eficiência nos serviços que envolvem infra-estrutura, planejamento urbano e rural, meio ambiente, transportes, saúde, educação, segurança, desenvolvimento regional, geomarketing, entre outras áreas, e está sempre acompanhada de equipamentos de última geração, softwares e técnicas modernas de mensuração.

O Geoprocessamento abrange, assim, uma série de tecnologias que lidam com imagens de satélites, mapas digitais, posicionamento preciso de pontos na superfície terrestre, sistemas de informação geográfica, bancos de dados, ambientes computacionais voltados à interpretação de fenômenos relacionados à Terra, sendo um campo de estrutura multidisciplinar que envolve uma grande diversidade de profissionais.

Vem se tornando uma das áreas tecnológicas de maior expansão em todo o Brasil, pois compreende estudos, diagnósticos e análises do espaço físico de forma abrangente e com eficientes respostas a muitos problemas que envolvem decisão geopolítica, geo-ambiental e geo-econômica, aplicadas ao planejamento local, municipal, regional e estadual.

Muitos profissionais, tais como engenheiros, geógrafos, arquitetos, agrônomos, geólogos, analistas de sistema, ambientalistas, médicos, professores, urbanistas, entre outros, tem buscado utilizar ferramentas de geoprocessamento em seus trabalhos para melhoria da qualidade e eficiência de seus serviços. Porém, existe uma carência cada vez mais crescente de profissionais habilitados a esta nova realidade tecnológica.

Também, verifica-se uma demanda local por conhecimentos na área de geoprocessamento que possibilite diversos profissionais a compreender e saber utilizar ferramentas ágeis e tecnologias modernas para um melhor acompanhamento dos fenômenos ambientais, bem como das atividades antrópicas, levando a soluções técnicas e/ou científicas mais precisas e otimizadas.

Na região Centro-Oeste e Norte do Brasil, a carência de recursos humanos nessa área compreende uma barreira que precisa ser ultrapassada com o aprimoramento do quadro técnico de diversas instituições e empresas para o desenvolvimento regional, conciliando teoria e prática, com utilização do geoprocessamento como ferramenta estratégica para gestão territorial.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *